Agito do local

Photobucket

Cidade do meu coração

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

besenidru bersebah motos

1 comentários
motos legais!

besenidru

besenidru

besenidru

besenidru

besenidru

besenidru

besenidru

besenidru

besenidru

besenidru

besenidru

besenidru

besenidru

besenidru

Imagens de várias motos Besenidru Bersebah

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Primeiro da Linha 12 - Guardião

5 comentários

Anjo Fiél

Declineo de meus ideais veneraveis
A mercê de pouco vividos sentimentos

Remeto me a face que cativa o pulsar de meu peito
Acorrento me ao olhar que de todo me enlaça

Virtude que sobre mim intensa desaba
Vivida desliza infinda sobre ti

Braços de penas que elevam me aos céus
Por sopros tenros contigo me conduzem

Haverei de perder me a teu chamado suave
Honrado no castigo de só lembrar teu nome

A guarda de teu leito invisivel restarei
Dourado escudo brilhante no cruzar da escuridão

Promessa e desejo, juramento e dedicação
Força de sentimento, terna vontade

Coroa de meu reino esvaece sobre queda minha
Decisão ultima antes de por ti me perder

"Ao teu toque perco me em seu enlaço
Curvo a força de minhas asas a teu favor

Meu legado entrégo gentilmente em suas mãos
Liberdade de voo para onde for seu coração

Concedo lhe proteção eterna, interminavel
Atento a qualquer fagulha que gere a dor

Entrego lhe reverencias como um eterno guardião
A fidelidade de meus afamados e infindos dias

Já não sirvo a farda que herdei de meu pais
Me dispus de tudo para sentir seu calor

Revogo meu elo sagrado para estar contigo
E mesmo que por uma noite apenas, ser mortal

Haverei então de voltar ao fardo de meu batismo
E sofrerei as temiveis punições celestiais

Mas por cada momento de minha eternidade
Será valido por ter lhe conhecido

Agora o tempo me soprara de suas memória
s
Havendo de restar apenas uma semente minha

Que sempre contigo estara Amparando-lhe por onde andar

Sou teu servo
Teu criado
Teu principe
E Seu escravo
Até mesmo vindo a ser teu amante
Sem porem jamais lhe tocar
Ainda assim...
A seu lado sempre restarei
"

Olá a todos!

Hoje na madrugada do dia 3/2/12, resolvo expor alguns trabalhos que já comecei 2012 a todo vapor. Espero que seja um ano bastante produtivo, e que principalmente na faculdade, as coisas se desenrolem muito bem, e eu seja capaz de chegar bem longe, até onde quero.
Entretanto nossos desejos demandam tempo, esforço, dedicação sacrificio, e espero que esteja mesmo pronto a conseguir estar pronto para tudo isso.

Apesar de tudo 2012 tem tudo para ser um ano muito bom, e começou com uma bagagem deliciosamente interessante em vários aspectos, em vista do que começou ano passado, então...vamos ver.

Sobre o texto em questão, ele é de uma imagem que fiz quando estava no trabalho. É uma imagem que me veio a mente de um momento a outro, e resolvi desenhar. Espero que gostem do resultado.
O interessante em tudo, é que tem relação com um livro que minha irmá me indicou, o Fallen que tenho gostado bastante de ler. Faz me lembrar que tenho obrigação de continuar escrevendo meus contos, pois como dizem uns "não vale apenas você saber como a história continua e termina", devido eu dizer que já tenho as histórias todas prontas na cabeça.

Bem, sem mais me extender, vou seguindo, deixando os demais trabalhos para verem.











Abçs a todos

Wendel aka Bersebah

Ps: deixo abaixo o video/musica que não sai da minha cabeça ultimamente(só penso nessa musica...vai entender...) bom proveito. Já aviso é metal dos pesados.

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Crônica de um Natal - PART II

7 comentários


Aproximava-se de sua casa um carro vermelho, com uma carreta totalmente enfeitada atrás, cujo um homem obeso, de cabelos e barbas brancas, e um vistoso saco, estava sentando em um banco, rindo sonoramente.

Junto dele haviam mais dois carros, com vários presentes, e outras surpresas.Glória ria intensamente, eufórica, enquanto gritava a mãe que o papai Noel estava chegando.


A mãe, não crendo no que a menina estava dizendo, se aproxima preocupada, acreditando ser alguém simplesmente vestido de papai Noel em outra residência. Porem, para sua surpresa, esse "simples" alguém, estava à frente de sua residência, com outras pessoas junto dele, anunciando que haviam trazido presentes para a família.


Sem mais demoras a vizinha pobre é tomada por curiosos, e crianças diversas, que tentam se aproximar do velhinho, que porem apenas dispensa atenção à família. Ele procura por Glória, dizendo que como ela foi uma boa menina, vai receber os presentes do papai Noel, que mesmo tendo demorado, não havia se esquecido dela.


Os irmãos de Glória riam de alegria, enquanto Glória chorava intensamente, emocionada por que o papai Noel havia se lembrado dela. Sua mãe também chorava, e agradecia a Deus, por ter trazido aquelas pessoas, que não sabia de onde vinham, mas com certeza, haviam sido enviadas pelos céus.Sem mais demoras, o bom velhinho diz a todos que alem dos presentes, irão ganhar um dia no Shopping, podendo comer o que quiserem, alem de se divertir nos brinquedos.



Todos assim entram no carro, e se dirigem a um dos shoppings mais bonitos da região, onde as crianças brincam em companhia do bom velhinho que chama a atenção de todos.Nesse meio tempo, os demais membros da produção conversam com Tereza, a mãe de Glória, que acaba descobrindo por fim, o porquê de tudo aquilo(a carta).Perplexa, a mãe fica sem jeito com tudo aquilo, agradecendo muito a produção.


Porem a produção desejava, alem disso, ajudar a mulher de alguma forma, dizendo que iriam anunciar, sem qualquer custo, suas referencias no jornal, para que pudesse encontrar um emprego melhor. Questionam então, por curiosidade, sobre as qualificações de Tereza, descobrindo assim que ela havia estudado letras, faltando um semestre para se formar(parou os estudos depois que o marido a deixou).Decidem então tentar conseguiu uma vaga para a batalhadora senhora na redação, depois de descobrirem que a mesma gostava bastante de escrever, e havia escrito vários artigos bem interessantes na época da faculdade.



Mesmo sem ter a faculdade especifica para trabalhar na área, Tereza acaba sendo chamada para um período de experiência, após uma rápida entrevista, e torna-se em pouco tempo uma grande colunista, escrevendo várias textos que acabaram caindo no gosto do publico, e ainda acarretando mais vendas ao jornal.Apesar disso Tereza não parou, continuou criando seus filhos, retomou a faculdade de letras, e tornou-se depois de algum tempo uma renomada professora do ensino fundamental, fazendo a diferença na vida de muitas crianças.


Glória, agora com 16 anos, relembra com carinho tudo que passou, até tornar sua vida daquela forma, bem melhor que há oito anos atrás.Ela agradece a Deus por ter lhe dado fé o suficiente para acreditar, mesmo que outros dissessem o contrário, mesmo que tudo fosse contra, que o papai Noel realmente poderia existir.


A garota provou que quando acreditamos tudo pode ser possível, alem do que imaginamos.Provou que o potencial, temporariamente limitado de alguém, não delimita quem ela é, mas apenas, as vezes, que ainda não recebeu a oportunidade certa de mostrar o seu valor, de mostrar quem realmente é, e a diferença que pode fazer.



Alem disso, conseguiu mostrar a uma sociedade(o evento foi divulgado na mídia, pouco depois) incrédula, e amarga, que ainda existem pessoas boas, e solidárias, capazes de amar os outros, de tal maneira, a fazer o natal, que muitos consideram como meramente comercial, ter sentido em existir.



FELIZ NATAL A TODOS


INDEPENDENTE DAS CIRCUNSTANCIAS


FAÇAM A DIFERENÇA


Chega ao fim a minha postagem deste natal.Espero que todos tenham gostado.
Procurei reunir no texto, tudo que para mim representa a essencia do que é o natal, que é um sentimento de amor. Amor esse que deve se extender a todas as criaturas.

Na postagem procurei reunir fotos que tirei por esses tempos, que acredito tenham ilustrado bem o conto da pequena Glória.
Dentre essas, uma de um molequinho com um enorme sorriso, é de meu particular. Ganha um parabens aquele que adivinhar quem é o menino com brinquedos. Bons tempos...

Ademais, deixo um grande abraço a todos, boas festas de final de ano, e até novas postagens.

Quanto ao que havia prometido no post anterior, sobre os trabalhos da faculdade, irei deixar para outra postagem, quando reunir melhor o material. Porem tem muita coisa interessante, vale a pena aguardar.

Ate breve.

Wendel aka Bersebah

sábado, 3 de dezembro de 2011

Crônica de um Natal - PART I

2 comentários


Crônica de um Natal - PART I

Houve uma vez uma menina muito pobre, que desejava uma boneca, e pediu em suas preces que a personalidade tão falada, de um idoso chamado Noel a trouxesse.

O que ela todavia não imaginava, era que Noel era uma lenda, quase um conto de fadas, alguém que na verdade não existia.


Um jornal, porem, faria a diferença na história.

Nele havia o artigo com o seguinte titulo na capa:“Escreva sua carta ao caridoso e muito rico papai Noel, o velhinho que vai dar muitos presentes neste natal, se você foi um bom menino(a)"

Aquele artigo... Não tinha relação com o natal, nem tão pouco era a promessa de dar presentes a ninguém.

Na verdade, era uma reportagem que utilizava o titulo do natal, a imagem do papai Noel, para amparar uma campanha contra a corrupção e a hipocrisia, contra a política.


A menina ,porem, vendo aquele titulo, não pensou duas vezes, e escreveu uma carta ao papai Noel, encontrando um meio de descobrir o endereço do jornal, para poder enviá-la, acreditando assim que a carta poderia, quem sabe, chegar ao bom velhinho.


Na redação, cerca de uma semana depois, quatro dias antes do natal, a redação, perplexa, recebia a humilde carta da menina de 8 anos, que, em sua inocência, pedia por uma boneca, que havia visto numa loja, e que tanto gostaria de ganhar.

Alem disso, pedia também por sua família, cuja mãe, muito doente, mal tinha condições de continuar trabalhando de faxineira para suprir as necessidades do lar. E para piorar, o pai, que mal conheceu, deixou a família já tinha quatro anos, deixando ela e seus três irmãos desamparados.


Todos na redação estavam sem fala...era algo inédito o que estavam vendo.


No primeiro momento pensaram ser uma brincadeira de algum leitor querendo chamar a atenção. Porem a caligrafia, a localização de origem da carta, levavam a crer que tudo era verdade.

Desta forma, sensibilizados com a o que leram, todos decidiram fazer o natal daquela família, algo jamais visto!


Para conseguir isso, um deles foi primeiro a região, para tentar sigilosamente investigar a família.Assim pode verificar que realmente moravam ali as pessoas mencionadas na carta, e que passavam por muitas dificuldades.

Assim todos eles juntaram parte de seu décimo terceiro, e no dia 25 pela manhã combinaram de ir à casa da menina, que de forma tão bucólica havia escrito para eles.


Glória, a menina da carta, estava emburrada em um canto, triste por não ter recebido o presente do bom velhinho, e ainda imaginando ser uma má menina por isso.Sua mãe, em uma tentativa de consolá-la, apenas dizia que o bom velhinho havia se atrasado, e que em breve iria chegar.Porem no fundo a mãe apenas desejava fazer a menina esquecer o assunto, não faze-la mais pensar nisso.

Mesmo assim, era doloroso para ela não poder dar aos filhos o natal que gostaria, repleto de presentes e guloseimas, com uma grande ceia.


Próximo do meio dia ela chama seus filhos que vão almoçar sem demora. Menos Glória, que ainda triste, continuava olhando a janela, enquanto via algumas crianças brincando com seus brinquedos novos.Isso era muito doloroso para ela.

Neste instante a menina se levanta, tendo em seus olhos um súbito ganho de vigor, ao mesmo tempo em que sorri intensamente, com o que estava vendo.


(CONTINUA...)

Essa foi a primeira parte de duas de uma cronica, contando a história da pequena menina. A outra parte irei colocar daqui alguns dias, pouco antes do natal. Obrigado aos passantes pelas visitas.

No próximo post irei colocar também fotos, e videos do meus projetos da faculdade, que lembrando, é CRIAÇÃO DE JOGOS DIGITAIS.

Até breve

Wendel aka Bersebah

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Minha pequenina!

8 comentários



Eu dedico este post a uma pessoa, com que trabalho no momento, alguem que tive o prazer de conhecer. O nome, e a imagem deixarei no anonimato, postando apenas o desenho para que ela seja identificada(ela saberá que é ela).

Minha pequenina!

Desde o primeiro momento que lhe vislumbrei, que observei seu jeito, que contemplei seu olhar, já percebia o quanto era diferente, e encantadora. O quanto seu jeito era especial.No passar dos dias minha admiração ia crescendo, quanto mais tinha a oportunidade de lhe conhecer, de estar contigo.


Não era alguém que via como mulher, nem tão pouco como uma inocente menina, e não deixava de ser ambas.

Em momentos se demonstrava madura, decidida, inteligente, repleta de sensatez em sua forma simples e prática de ver a vida.

Em outro momento já se mostrou como menina, repleta de sonhos, desejos, anseios, e ações inusitadas, temperadas com seu jeito singelo, e seu tão gostoso sorriso.Porem em ambos era comum sua forma de ver a vida, não tendo receio de sorrir, cantar, e deixar a vida soprar sobre si, aproveitando o que de bom ela tem a proporcionar, sabendo ver a beleza presente em cada situação.


Defino assim uma bonita, e agradável moça de longos e negros cabelos cacheados, cujos brilhantes olhos tom de avelã, e toda sua desenvoltura, me conquistaram.Desde suas delicadas mãos, até a forma de seus lábios, cada detalhe físico também me atraia a atenção a você.


Assim, era prazeroso ver seu sorriso a cada manhã, por diversas vezes almoçar contigo, escutando a contar com alegria as diversas situações do seu dia a dia.Era bom também perceber que me ouvia, respeitava, me olhava com afeto, com carinho, e foi ainda melhor poder, mesmo que por pouco tempo, me envolver mais contigo.


Havia encontrado alguém que contemplava as diversas expressões, pensamentos, e atitudes que sempre busquei em uma mulher, alem de fisicamente contemplar também características que tanto me causavam agrado.Era fantástico lhe sentir, lhe tocar, ou simplesmente lhe observar, estar ao seu lado. Devido a toda essa sensação que me gerava, queria poder lhe proporcionar mais do que imaginei ter conseguido, para lhe causar a mesma agradável sensação que eu contemplava.


Percebi então que havia me apegado demais, pois sentia a necessidade de estar contigo a todo instante, a mantendo sempre em meus pensamentos. Isso me causava incomodo, pois temia suprimir algo tão belo, como o que me proporcionava. Minhas atitudes eram algo que também não estavam sendo agradáveis, percebendo que me preocupava sempre em sentir que tinha o mesmo sentimento que eu.


Devido a tudo isso, fui impelido a expelir as palavras mais dolorosas de nossa curta relação.

Obrigando-me assim a dizer ao “nós” um adeus.

Apesar disso nossa amizade permanece, e muito lhe sou grato por ainda compartilhar de sua companhia comigo.

Sem saber, por você, decidi mudar quem sou, minhas atitudes, pensamentos, e lutar contra fantasmas, situações, que me incomodam, talvez, durante toda minha vida.


Dessa forma lhe agradeço por tudo, mesmo que jamais veja esse post, ou a imagem que fiz em sua homenagem. E alem disso, por tudo que já senti, o quanto já conheço sobre você, posso afirmar, que te amo muito, e desejo que seja muito sua felicidade.

De um eterno amigo e admirador

Wendel aka Bersebah


Ademais deixo um abraço a todos, e me comprometo a comentar no blog de cada um mais tarde(agora o tempo está curto).
A minha querida "A" eu deixo também a musica do NickelBack, que sei que ela tanto gosta.



A imagem abaixo também é uma homenagem a minha querida mocinha.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Mulheres maravilha

6 comentários



Dedido este post em especial a todas as mulheres que fazem a diferença em minha vida.

Desde minha mãe, minha irmá, amigas que me acompanharam por longos anos, até duas em especial, que ganharam meu coração recentemente. Duas essas com quem tive a oportunidade almoçar junto no serviço durante alguns meses(nossos horarios agora mudaram).
Destas ultimas, uma se tornou uma agradavel amiga, e outra tem de mim um sentimento especial, que acredito ela deve saber(chegamos a ficar, mas...agora apenas mais nos falamos, não sei no que vai dar...).

Tambem dedico a uma grande amiga e companheira que aguenta minhas loucuras, e que ajuda com muitos conselhos. Inclusive irei postar pensamentos de autoria dela no próximo post.

Mulher, o que dizer sobre elas?

Sem elas já inicio, seria impossivel viver.

Elas possuem um toque mágico, um dom, um encanto natural, capaz de transformar tudo a sua volta. Alem de possuirem uma sensibilidade que as permite sentir o mundo com mais intensidade, vivendo com mais expressão e liberdade que os membros masculinos da espécie.

Mulher é natureza, vida, amor e paixão.
São as que nos ensinam a viver com sabedoria cada detalhe, cada sutil expressão que a vida nos apresenta.

São musas divinas, perdição de poetas e cientistas,que se inspiram em sua inexplicavel graça para buscar elevação, a inspiração de força e poder.

Mulher é a que vive sem medo de ser ela, e utilizar todo seu jeito natural, sua feminilidade, cheia de cores e tons diversos.

Tais divinas formas nos conquistam com seu charme e delicadeza, nos convencendo a conceder aquilo que almejam.

O homem que as desvaloriza, as limitando, e agredindo, perdem a oportunidade de contemplar seu esplendor.

Já os que permitem se envolver, apaixonar, se entregar a tão apreciavel forma de vida, e deixa-la livre para respirar, ira contemplar o sentido do todo, do completar.
O qual só é conquistado junto a ela.

Segue abaixo uma musica interessante, e bonita, que dedico a quem um dia haverei de considerar como minha companheira eterna.
Alem disso estou colocando a ultima montagem que fiz, presente a meu amigo de blog OCP, um abraço meu parceiro!.





Abraço a todos!

terça-feira, 5 de julho de 2011

Flores de ArguinVille

8 comentários

Olá caros companheiros do Blog!

Hoje vou resumir, pois o conteudo do blog é extenso, mas, posso adiantar que comigo está tudo bem, com a graça de Deus, o que imaginava um problemão, nada mais se mostrou que um susto sem maior tamanho.

Abaixo segue um texto que "pulou" na minha cabeça, logo após ter voltado do mercado, em uma tarde qualquer, enquanto ouvia uma música no PC, que acompanhava-me guardando as compras.
Vai entender... espero que gostem:

Flores de ArguinVille

Há muito tempo atrás em uma floresta vivia uma garota, que todos os dias ia tirar água no poço, que ficava a alguns poucos quilômetros de sua residência, para poder suprir as necessidades de sua pequena habitação.


Alem disso ela cuidava do pai, que estava enfermo a bastante tempo, tendo ainda que comprar alguns medicamentos para ele no vilarejo próximo, com o dinheiro que conseguia com a venda de alguns doces que fazia com frutas das arvores de seu jardim. Era uma vida que, apesar de parecer estável, morna, tinha um ritmo acelerado, devido a quantidade de afazeres delimitados a bela moça.


Porem ainda assim está sorria, observando a vida como bela, sendo um presente de uma força que ela não sabia explicar, apenas conhecia de nome, e ouvia vez ou outra uma menção em uma pequena capela que ficava no vilarejo, a qual ela freqüentava vez ou outra.


Certa manhã a jovem de olhos claros, e cabelos tom de avelã ia tirar água do poço, quando viu um homem, próximo dos trinta anos, cabelos negros como a noite, assim como seus olhos, barba cerrada, o qual se embriagava com uma garrafa de um liquido alcoólico qualquer, qual a moça não soube de pronto identificar. Apesar disso, porem, a não tão poucos metros do sujeito, ela conseguia sentir o tom de embriagues dele, que chorava compulsivamente, sem porem emitir nenhum som.


Aquele homem...


Era uma representação completamente inversa da donzela mal saída da adolescência, a qual ainda usava roupas vindas de seu tempo de menina, as quais aparentavam estar bem gastas, devido ao tempo que as possuía.


O homem vestia as mais belas peças, e melhor combinadas do que a simples senhorita havia visto em toda a sua vida, o que a fez imaginar que aquele homem não pertencia àquela região.


Admirada, e ao mesmo tempo um tanto assustada com a presença do ilustre, e bonito senhor naquela área, ela permanece quieta por alguns instantes, observando a distancia, sem ser notada.


A seguir ele a olha, reparando por fim que alguém estava próximo a ele.

Por um momento ele a fita, e em seus olhos é possível ver um tom avermelhado fora do comum, demonstrando que provavelmente ele deveria ter utilizado algum tipo de entorpecente intenso, devido ao tom alucinado que seus olhos apresentavam também.

Envergonhado de estar naquele estado ele abaixa seus olhos, reservando os para si, e recolhendo seu choro.


Algo naquele senhor encanta a jovem, que se aproxima um tanto receosa, e por fim lhe entrega um lenço para que possa enxugar as lagrimas recém descartadas.

O homem aceita, agradecendo com a cabeça, enquanto chora ainda mais.Alem disso suas mãos tremiam muito, como quem sofria por algo terrível que lhe havia acontecido, ou estava à espreita de acontecer.


Atenta a tal sentimento a garota de cabelos levemente ondulados tira um pouco de água do poço, e lhe oferece, enquanto lhe afaga os cabelos suavemente, quase sem o tocar.

O senhor bebe a água, enquanto seu olhar, ainda baixo, observa as pernas daquela menina mulher, que estavam à mostra devido a estar utilizando um vestido, que ia até um pouco acima dos joelhos. E nisso percebe o quanto estes pareciam estar mal tratados, havendo alguns arranhões, tendo uma pele que demonstrava estar bem ressecada, alem de ter os ossos mais evidentes do que o normal, devido à magreza que tinha (a qual porem não era demonstrava falta de saúde).


Por fim eles se olham por um momento, que parece não terminar, até que o senhor levanta-se, e a abraça, a seguir lhe entregando uma razoável quantia em dinheiro, o bastante para um ano, ou mais talvez, comparado ao gasto que normalmente a moça tinha por mês.

Tal atitude impressiona a pequena moça, que sem palavras começa a chorar, enquanto visualiza o homem sair cambaleando vagarosamente, em direção a densa e escura mata que levava a uma estrada para fora da região.


Os brilhantes olhos claros da jovem ganham o céu, azul acima de si, com alguns pássaros a sobrevoar de um lado para o outro suavemente.

Neles é possível ver uma expressão de alivio, e ao mesmo tempo de tristeza, enquanto pronuncia um pedido, aquele quem mal conhecia.


- Deus querido, cuida de meu irmão, para que um dia, ele possa voltar para nós, e se deixar ser perdoado por meu pai, antes que seja tarde... - Roga com fervor a humilde moça, enquanto aperta as mãos com firmeza, devido a intensidade de seu desejo.


Após isso ela pega a água que lhe é necessária, e volta para amparar o pai, o qual, apesar de mal lembrar-se dela, devido à intensidade dos problemas que lhe acometiam, ainda assim, a amava, por saber ser ela quem lhe dava afeto.


O interessante em tudo, é que o pai lembrava-se do irmão mais velho dela, com o qual um dia teve uma discussão forte, devido ao jeito desordeiro, e boêmio com que levava a vida, sempre causando confusão, e o expulsara de casa, fazendo com que este fosse para longe, para outra cidade, de onde nunca mais voltou.


Tal homem, a quem a moça tinha tremendo afeto, sempre ficava as redondezas do poço, um local belo e sossegado, para aonde ia quando queria pensar na vida, ou se isolar, devido a algum problema que lhe havia ocorrido.Pois sabia que aquele poço não era normalmente usado, a não ser por sua família, que morava afastada da região.


Naquele dia, o deprimido e arrogante senhor porem tinha outro propósito, de ali, próximo ao lugar de tantas lembranças, curtir os últimos momentos de sua vida.Isso pois naquela colorida e encantadora manhã de sol, pretendia arremeter um projétil metálico a sua crânio, devido a tristeza que sua vida, apesar de abastada, mas vazia, lhe proporcionava.


Porem, ao vislumbrar uma muleca, agora mulher, que ainda lhe recebia com afeto, resolve mudar o fluxo de seus pensamentos, tendo em mente o desejo, e procurando acumular força de vontade, para se recompor, e por fim, poder voltar a ir em encontro ao pai, de quem havia herdado o mesmo tipo de mal, que aos poucos já demonstrava incomodar sua vida, e futuramente, também lhe concederia uma debilitada situação, caso não acelera-se o tratamento do que lhe afligia.


Assim os irmãos cruzam passos opostos, tendo consigo a ligação de um bonito propósito em comum, enquanto um vento forte soprava sobre ambos, a lhe afagar os cabelos, e demonstrar ampara-los, confortando o sentimento de seus corações, com o delicado aroma de flores que lhes arremessava a respiração. Flores brancas, de leve tom lilás, que enfeitavam quase todo o canto daquela bonita região.


O fato porem que ambos desconheciam, era que enquanto o encontro entre eles se dava, a vida havia mandando o anjo de manto negro sobre o pai, que não resistindo mais, acabou por deslizar seu ultimo suspiro, deixando apenas seu corpo inerte sobre a cama, com um suave sorriso, de quem sabia que a vida iria cuidar de seus meninos, e aproxima-los dias desses.


Era questão de tempo, o tempo que a tudo aproxima, e que a tudo a ele se curva, o desígnio da majestosa força da existência, a qual todos naquela região davam o nome simples de Pai.

Para completar segue fotografias de um lugar lindo que estive esses dias:






Ah sim! Alem disso Foi "dia do Operador de Telemarketing" esses dias! Palmas para mim que ainda estou nessa vida chata!!
Mas ainda me livro disso, Deus é mais.

Abaixo segue foto do meu pequeno "escritório", com algumas guloseimas que ganhei pelo dia:


Deixo também a musica e video do Aerosmith, Fly away from here, que adoro!


domingo, 15 de maio de 2011

Oferta deste agora

7 comentários

Outro dia que vem sem dizer a quem
Outra vez a vida a porta lhe bate

Tempo de Surpresas diversas em pacotes multicor
Cartões divertidos de palavras intrigantes e enigmáticas

A um momento o embrulho lhe traz o frescor dos ventos
Em um outro as chamas que lhe consomem de todo

A todo alvorecer outro encantador dês-aniversário
Brindes de chá á aroma de cogumelo ou boldo

Inebria-te do fel quando o mel lhe vem faltar
Exalta o veneno que lhe dissolve o desjejum

Essência tua toda via não perverte
Mantém teu âmago a fragrância magistral

A outro amanhecer visita nova lhe aparece
Novo presente nova história, outra situação

Presente colorido de azul do céu
Futuro branco de esperança, e talvez paz

Ao som de mais uma idosa cantiga nova menção
Nessa data eternas felicidades, e vários anos a viver

Outro caixote de indefinido conteúdo e confusas notas
Da sua remetente mais presente

A caríssima Vida


Olá meus carissimos!

Desculpe a demora em atualizar, para quem acompanha com frequencia este meu espaço, porem, esses tempos, com a história da faculdade, provas, trabalhos, e etc, tem ficado dificil atualizar de forma descente sem atropelar alguma coisa.
Hoje mesmo para atualizar isso aqui tive que abrir mão de fazer algumas coisinhas que terei de correr para fazer depois.

Este post de hoje eu resolvi colocar algumas artes do meu tempo de osciosidade na empresa.
Entre outras coisas, como desenhos no Paint, e coisas que escrevi, eu tenho a apresentar esse desenho que fiz recentemente de uma pessoa que pediu para mim fazer.
Não ficou perfeito, sei que tenho que melhorar minhas técnicas, mas acredito que tenha ficado bonito.




Sobre aempresa(novamente telemarketing) não tenho muito a mencionar, é a mesma coisa de sempre "burocracia burra" (como diz um professor do curso de jogos), sistema que não funciona direito, empresa que não respeita muito os funcionários, clientes que consideram que a culpa é toda dos atendentes, e etc, não vou entrar em pormenores. Apenas irei dizer que sou representante de atendimento(nome inferior do que operador de telemarketing) de uma seguradora... QUADRARA se é que alguém pegou essa.

Se pegou, eu já dou o conselho: Não contrate seguros por ela se não quiser ter dores de cabeça, por que certamente vai ter, sejá qual o motivo.

O texto reflete um pensamento triste, talvez por uma situação complicada que irei talvez ter de passar, se uma resposta que aguardo for positiva...

Porem são coisas da vida, e...irei ter de passar por isso, não sei como isso ira ser exatamente, e me perturba as vezes isso...mas se tiver de ser, vou ter que de qualquer forma encarar.
Ademais, conto qual é essa situação, esse mistério, caso a resposta seja positiva. Se for negativa, não irei contar, mas irei dizer apenas que tudo está bem.

Sobre essa imagem ai do lado(vamos esticar isso um pouquinho) ela reflete talvez...como eu gostaria que fosse uma companheira para mim, ou quem sabe uma filha(conforme escrevi no texto abaixo), não sei dizer.

Na verdade fiz o desenho por uma imagem que me veio na cabeça, sem me inspirar em ninguêm em especial.

Entretanto o nome que dei a "personagem" deste desenho foi Sophia, que se um dia eu pudesse ter, seria como eu gostaria de nomear uma filha. Seria este nome ou Sarah, que é outro nome que também considero muito bonito.
Abaixo segue o texto do desenho, para quem não conseguir ler:

Minha pequena, minha querida
Formosa dama a qual busco pelos mais longinquos campos

Doce adora de minha mais eleva estima
Minha querida menina encantada, minha filha


Minha mãe,írmã, minha companheira eterna
Parte minha em ti reside, a qual me permite respirar

Intensa força que sacode meu peito, e da vida ao coração
Alem das estrelas cruzamos o rumo de nossas con
fabulações

O nosso pequeno e mágico mundo individual
Realidade qual nos permite livremente viajar

Atraves de tudo que me representa
Digo-lhe somente

Te desejo


Um grande abraço a todos!

Wendel aka Bersebah

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Essencia de Devaneios

7 comentários

Meus caros amigos, passantes, e membros deste blog, peço a vocês que antes de começar a ler este post executem o video mais abaixo, para acompanhar vossa leitura. A musica é a never ending story, do within temptation, vale a pena, é muito bonita.


A imagem acima foi desenhada por mim em uma cartolina, quando tinha meus 17 anos mais ou menos. Foi fotografada esses dias, e editada no photoshop.



Sonhos de nossos sonhos

Essa é minha canção
Qual compus para você
O bravo que ainda se atreve a sonhar

Fantasia é o nome de seu encantado mundo
Cujo lagos de prata envolvem todo o reino
E lindos anjos e fadas enfeitam o céu

Minha preciosa criança não se deixe acordar
Meu mundo é tão mais sombrio...
Não desejo isso a você

Estimule minha composição, sorria sempre
Ensine-me a voar, me leve para o paraíso
Quero aprender a respirar

O precioso brilho dos seus olhos cura o mundo
O pedaço podre que deixamos dele
O pouco de esperança que ainda temos

Somos crianças iguais a você
Usurpados porem do desejo de acreditar
Semeia nossos sonhos mortos, nos revive nus

Ainda existe esperança, vamos andar juntos
Amar, sorrir, viver, semear, nutrir
Abraçar e cuidar

Dorme criança e sonha comigo
Talvez no seu sonho eu viva eternamente
E tenha uma história encantada... Com a qual um dia sonhei

Eu pedi para que fosse escutada a música do video, por que foi quem me inspirou a escrever.

Já escrevi faz algum tempo, assim como já produzi outras coisas, mas devido a minha falta de tempo, estou postando apenas agora.

Sonho de sonho...

Posso dizer que concretizei um esses dias.

Afinal, desde muito novo, sou fascinado por jogos eletronicos, e sempre desejei muito criar, ter minhas ideias, as quais surgiam aos montes, criadas, desenvolvidas, e como todo bom produtor, apreciadas por várias pessoas.

Todavia, fui crescendo, e meus devaneios tiveram a composição alterada.
Ainda tinha uma criança que sonhava em realizar seu intuito morando dentro do meu peito, mas, sinceramente, hoje posso dizer que não sou mais fascinado por jogos eletronicos como na infancia. Minha cabeça tem outros focos, outros pensamentos, enfim, se tornou diferente.

Ainda assim, gosto da ideia de conseguir expressar toda a gama de coisas, histórias, e personagens que eu sempre imaginei, podendo mostrar isso as pessoas. Não é tanto jogar em si, ou algo assim, ao menos não para mim, mas... fazer as pessoas sonharem, brincarem, e se divertirem atraves da matéria que eu forneci, é algo que me encanta.

Agora serei capaz disso, pois sou um dos estudantes da faculdade de jogos digitais da faculdade UDF aqui em Brasilia no DF.
As vezes me sinto como uma criança boba por estar estudando isso, enquanto pessoas cursam coisas mais....sérias digamos, como no caso de medicina e direito. Porem sei que é a coisa mais interessante com a que posso trabalhar, e Deus queira, conseguirei sucesso, e dinheiro com isso, alem, claro, de passar minhas ideias, minhas mensagens, para as pessoas atraves deste conteudo.

O que desejo para todos é isso, que não deixem de sonhar, tentar viver um mundo encantado, que mesmo que não exista de verdade, fisicamente falando, a frente de seus olhos, jamais deixe de existir em sua mente, e em seu corações.
Afinal, acredito que somos nós que desenvolvemos o que é esse mundo, reponsaveis por cada detalhe, e se tivermos sempre nosso foco, nossa fé, e nossa luta em qual positivo, confio que tudo pode ser diferente.

Ademais é isso meus amigos, agradeço a todos por mais uma vez compartilharem palavras comigo neste espaço, agradeço a visita de todos.

Um grande abraço!

Wendel aka Bersebah